Prefeitura de Arujá
Saúde investe R$ 14,6 mi de janeiro a abril
29-05-2014
A Secretaria de Saúde de Arujá teve uma despesa de R$ 14.622.067,70 nos primeiros quatro meses do ano. Os investimentos na área correspondem a 23,69% do orçamento municipal para o período. O percentual superou o mínimo de 15% (R$ 9.257.745,00) exigido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (101/2000).

Os dados foram apresentados à Câmara Municipal na terça-feira (27/05), durante audiência pública. Somada aos recursos dos governos federal e estadual, a despesa total da Saúde foi de R$ R$ 16.429.425,25.

Parte dos investimentos na área foi aplicada na implantação do prontuário eletrônico no Centro de Saúde II, no Centro. Desde 7 de abril, a unidade conta com 16 novos computadores e dez impressoras.

“Gradativamente o prontuário eletrônico será implantado nas demais unidades da Secretaria, agilizando o atendimento. Com este recurso, as receitas não são mais escritas à mão, o que facilita o entendimento da descrição dos medicamentos. Além disso, não é mais necessário procurar o prontuário. Basta acessá-lo online”, afirmou a secretária Clarinda Carneiro.

Outra novidade foi a implantação do serviço de Ouvidoria SUS, que recebeu 42 atendimentos de janeiro a abril.

Atendimento

A Secretaria também detalhou os atendimentos realizados nos quatro primeiros meses do ano. Nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), foram 65.317 atendimentos: 17.709 no Parque Rodrigo Barreto; 6.516 no Jardim Emília; 8.885 no Mirante; 8.577 no Nova Arujá; 4.865 no Jardim Real e 18.765 no Centro de Saúde II.

Um dos pontos que contribui no atendimento ao público é o Programa Mais Médicos. De janeiro a abril, os 11 profissionais estrangeiros que trabalham em Arujá realizaram 14.060 atendimentos, sendo 3.460 no Mirante, 2.960 no Jardim Emília, 4.680 no Barreto e 2.960 no Jardim Real.

“Este número é muito significativo porque sem os profissionais nós provavelmente não teríamos atendido a todos estas 14 mil pessoas ainda”, afirmou a secretária.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) realizou 1.113 remoções no período. No primeiro ano funcionando na cidade, completado em 29 de abril, foram 3.038. Somados às 1.720 vezes que a MPA Remoções foi acionada, os serviços de ambulância prestaram 4.758 atendimentos.

Vigilância

Outro ponto apresentado aos vereadores municipais foi o trabalho de combate à dengue do Departamento de Controle de Vetores, com 5.553 ações.

O Bairro Limpo recolheu 8.665 quilos de materiais inservíveis em 18 operações. A maior quantidade ocorreu em abril, durante o trabalho em bairros como o Jardim Pinheiro e o Mirante.

Já o trabalho de visita às residências, com o objetivo de eliminar possíveis focos do mosquito Aedes Aegypti, chegou a atingir 14.056 imóveis do município.
Veja também