Prefeitura de Arujá
Técnicos do DAEE vistoriam o Baquirivu
05-04-2016
Técnicos do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) fizeram uma vistoria no Rio Baquirivu nesta terça-feira (05/04) para levantar os pontos críticos que passarão por um processo de desassoreamento. A finalidade é evitar o problema das enchentes na divisa entre o município e Guarulhos. Estima-se que 20 mil metros cúbicos de resíduos serão retirados do curso d’água no trecho guarulhense, a partir do limite com Arujá.

O objetivo da vistoria desta terça-feira era levantar os dados que vão compor o relatório técnico a ser utilizado para o lançamento do edital da obra. Segundo os técnicos, o documento será submetido ao superintendente do DAEE, Ricardo Borsari e, posteriormente, encaminhado à Secretaria Estadual de Saneamento e Recursos Hídricos, para a liberação da verba necessária. O valor do orçamento deve ser estipulado nos próximos dias.

“Em Arujá é mais tranquilo porque o rio está canalizado. Devemos pegar uma faixa de cerca de 600 metros próximo à divisa e seguir trabalhando nos pontos críticos de Guarulhos”, afirmou o gerente de engenharia do DAEE, Silvio Luiz Giudice, que esteve acompanhado do engenheiro José Augusto Mendes e do fiscal de obras Jonathan Bruno Moreira.

“O trabalho de desassoreamento, em si, é rápido e a estimativa é que o contrato tenha validade de seis meses. Depois do relatório pronto, vamos solicitar o orçamento, lançar edital e pedir licença ambiental. O ideal é terminar este serviço em setembro, aproveitando esta época seca”, afirmou Mendes.

No trecho de Arujá, a vistoria ocorreu na região da Estrada dos Vados, acompanhada pelo secretário municipal de Serviços, Ciro Doi. “No caso de Arujá, o principal problema está no afunilamento que acontece quando termina nosso trecho do Baquirivu, que é canalizado. Como a água chega em Guarulhos e não tem escoamento, ela acaba voltando e provocando problemas aos moradores do Beira Rio”, afirmou o secretário.

Caputera

Durante a atividade, os técnicos também confirmaram que o município deve receber na próxima semana uma máquina para o desassoreamento do Rio Caputera.

De acordo com o secretário de Serviços, será 1,8 quilômetro de intervenção no trecho entre a Avenida Renova dos Santos e o limite com Itaquaquecetuba. “Essa é uma limpeza feita todos os anos que tem o objetivo de evitar o mesmo fenômeno de escoamento”, afirmou.
__

Prefeitura de Arujá
Diretoria de Comunicação

(11) 4652 7719
comunicacao.aruja@gmail.com
Facebook | Twitter

Veja também