Prefeitura de Arujá
Prefeito reivindica o Corredor Metropolitano
02-02-2017
Depois de indicar as obras do Corredor Metropolitano como uma das demandas prioritárias da Prefeitura junto ao Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), o prefeito José Luiz Monteiro reuniu-se com o presidente da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), Joaquim Lopes, para informar-se sobre o início das obras.

O encontro ocorreu na sede do órgão estadual, em São Paulo, e teve a presença do secretário municipal de Obras, Flávio de Senço, e do chefe de Gabinete da Prefeitura, Joncy Silva.

De acordo com o presidente da EMTU, a meta é que o projeto executivo fique pronto até o final do ano e as obras comecem na sequência, a partir do terminal metropolitano de Arujá. A estrutura ficará entre as Avenidas Pinerollo e Mário Covas e terá plataformas cobertas e escadas rolantes.

Para o prefeito, acompanhar o andamento dos projetos e cobrar o início das obras é fundamental.
“Ouvimos atentamente tudo o que o Joaquim Lopes explicou, mas manteremos uma cobrança forte em cima disso, porque trata-se de uma obra importantíssima para o desenvolvimento da cidade e da região”, disse.

O Corredor

Além do terminal, o projeto do Corredor Metropolitano no trecho de Arujá contempla um viaduto no prolongamento da Avenida Ângelo Anunciato, uma transposição no Córrego Caputera, quatro estações de embarque e um viário de 3,2 quilômetros.

O traçado local seguirá pela Avenida Renova dos Santos até encontrar a SP-56. Também será feita uma transposição entre as avenidas Benedito Manoel e Ângelo Anunciato, eliminando entroncamentos ou paradas ao longo do percurso.

Na cidade, a previsão de investimento é de R$ 114,2 milhões, segundo dados apresentados pela CDHU em audiência pública na cidade, no ano passado.
__

Prefeitura de Arujá
Diretoria de Comunicação

(11) 4652 7719
comunicacao.aruja@gmail.com
Facebook | Twitter

Veja também