Prefeitura de Arujá
Para evitar dengue, é preciso redobrar cuidados
23-08-2017
Com as chuvas dos últimos dias é fundamental que a população redobre os cuidados em casa para evitar situações de água parada, cenário propício para a reprodução ao Aedes aegypti, transmissor de dengue, chikungunya e zika vírus. O alerta é da Secretaria de Saúde de Arujá.
​​
Desde o início do ano a cidade contabilizou 195 notificações suspeitas de dengue, sendo 12 confirmadas, além de um caso importado. Evitar a doença, que pode levar à morte, é possível com medidas simples, como a retirada de sujeira de calhas e lajes e o armazenamento correto de garrafas vazias, sempre com a boca para baixo, tonéis de água, que devem ser bem fechados.

De acordo com o supervisor de Combate à Dengue do Departamento de Controle de Vetores, Tadeu Pacheco, essas atitudes devem tornar-se cada vez mais comuns por parte da comunidade, principalmente em épocas de chuva.

“Sem a ajuda da população fica muito difícil fazer um combate eficaz do Aedes aegypti”, afirma.

Ainda segundo ele, é muito importante que os moradores permitam que os agentes da Secretaria de Saúde façam visitas e vistoriais nas residências.

“Nosso trabalho existe para diminuir ao máximo as chances de casos de dengue ou das outras doenças transmitidas pelo mosquito, mas infelizmente a maioria dos focos está dentro das casas, quintais, onde temos dificuldade de acesso pela desconfiança da população”, alerta.

Manter areia nos pratinhos de planta e lavar com água e sabão os vasilhames de comida e bebida dos animais domésticos são outros cuidados fundamentais. Nos imóveis que contêm piscina, a orientação é mantê-la com produtos como o cloro, que combate o inseto.

Informações e denúncias de possíveis focos podem ser feitas ao Disque-Dengue, serviço exclusivo para moradores de Arujá, no telefone 0800 778 8882.​


__

Prefeitura de Arujá
Diretoria de Comunicação

(11) 4652 7719
comunicacao.aruja@gmail.com

Veja também