Prefeitura de Arujá
Profissionais discutem direitos da criança
19-10-2017
Profissionais das Secretarias de Assistência Social, Educação e Saúde de Arujá participaram nesta quinta-feira (19/10) do 1º encontro de capacitação do Instituto Vida São Paulo, que tem como intuito fortalecer a rede de atendimento a crianças e adolescentes no município. O evento ocorreu no Espaço Empreendedor e contou também com a participação de conselheiros tutelares da cidade, representantes de entidades e dos Conselhos Municipais de Assistência Social e do Idoso.

Ministrado por Marcelo Nascimento, consultor nacional da infância ligado ao instituto, o curso objetiva elevar os níveis de qualidade e eficiência dos serviços prestados às crianças e aos adolescentes nas esferas nacional, estadual e municipal, por meio de formação continuada de servidores que atuam na rede socioeducacional.

"O que precisamos entender é que a criança é o todo", afirmou Nascimento, explicando que a rede intersetorial deve trabalhar conjuntamente para proteger e garantir os direitos das crianças e dos adolescentes. "O maior número de denúncias do Disque 100 está relacionado à violência doméstica. São 500 mil crianças abusadas todo ano. Esse número é assustador", prosseguiu.

A secretária de Assistência Social, Maria Luzia Bortone Salles Couto, reafirmou a importância de se promover cursos e projetos que visem à discussão acerca dos direitos humanos e, principalmente, dos jovens e crianças. "O conhecimento nos permite evoluir em todos os sentidos. Como atores sociais inseridos no sistema de garantia dos direitos dos jovens, é mais do que necessário refletirmos constantemente para melhorarmos nossa atuação diária", disse.

Criado em 1999 pelo conselheiro tutelar Edinho Santana, o Instituto Vida São Paulo é uma organização não governamental sem fins lucrativos e tem a proposta de preparar profissionais e membros da sociedade, com base no Estatuto da Criança e do Adolescente, conforme pontua Santana. "O foco principal é na formação dos agentes que trabalham com crianças e adolescentes. É preciso investir mais nos jovens. Para se ter uma ideia, o investimento na primeira infância é menor do que se gasta com a Fundação Casa", observou.

A iniciativa da Secretaria de Assistência Social atraiu ao todo 50 pessoas que atuam na rede de proteção à criança e ao adolescente no município. O evento ocorrerá novamente nas próximas terça e quinta-feiras (24 e 26/10), das 14 às 17 horas, no Espaço Empreendedor, localizado no Centro.​

__

Prefeitura de Arujá
Diretoria de Comunicação

comunicacao.aruja@gmail.com


Veja também