Prefeitura de Arujá
Adolescentes fazem oficina de jardinagem
13-04-2018
Há três meses que 25 alunos são os principais responsáveis pela revitalização do Centro de Convivência da Criança e do Adolescente (antigo Pró-Menor). As ações de plantio de arbustos e flores, poda e paisagismo fazem parte da oficina de jardinagem e horta promovida pela Secretaria Municipal de Assistência Social.

As aulas ministradas pelo biólogo Denis dos Santos abordam conceitos teóricos e práticos e têm o objetivo de apresentar a jardinagem e suas ramificações como meio de profissão.

"Mostro que eles podem ser profissionais da jardinagem nas mais amplas especialidades. No curso, os alunos desenvolvem diversas atividades práticas e acabam, ao se envolver, entendendo como funcionam as plantas, a importância da poda, o que são as hortas urbanas, que têm se tornado muito comuns e podem ser feitas em espaços pequenos, até mesmo em um vaso”, diz o professor.

Ele também explica que a revitalização dos espaços públicos, começando pelo Centro de Convivência, é outro objetivo da oficina. “Quando a dona Maria Luzia (Bortone Salles Couto, secretária de Assistência Social) fez o convite para criarmos o curso, tivemos a ideia de cuidar destes locais. Começamos aqui e iremos expandir para outras unidades da Secretaria”, afirma.

O arujaense mais atento que passa em frente ao Centro de Convivência da Criança e do Adolescente já consegue notar diferenças na fachada da unidade. A revitalização começou com a pintura do prédio, executada pela Pasta no período em que os alunos permaneceram focados, dentro de sala de aula, no aprendizado teórico sobre jardinagem.

Os resultados da parte prática já podem ser conferidos: as muretas foram incrementadas com arbustos, assim como o canteiro da escada de acesso ao prédio. Já o monumento onde está afixada a placa do Centro de Convivência foi decorado com pedras brancas no chão, ganhando mais destaque. O colorido também é percebido pelos pneus que foram pintados em tons rosa e azul e estão recebendo flores de diferentes espécies.

“Embora seja uma ação da Secretaria de Assistência Social, temos o apoio do Meio Ambiente, que cede os insumos necessários, e do pessoal de combate à dengue da Secretaria de Saúde, que fornece pneus velhos para que possamos dar a eles uma função sustentável”, comenta o diretor da unidade, Adão Vagner Ursino da Silva.

As aulas ocorrem às terças e quintas-feiras. Nesta semana, entre os serviços de poda e plantação de flores, a aluna Izabela Soares, de 15 anos, falou do seu envolvimento com a jardinagem. “Já tinha noções porque minha casa sempre teve plantas, mas o curso tem sido muito importante porque aprendi várias coisas que não sabia como, por exemplo, fazer adubo e identificar se ele está no ponto quando começam a aparecer alguns insetos ou o jeito certo de fazer a poda. Meu interesse aumentou bastante”.

Outras unidades


Com duração de três meses, a oficina está prestes a ser concluída no Centro de Convivência, para ter início em outras unidades, como o Centro de Convivência do Idoso, com a integração entre as crianças e adolescentes com os idosos que frequentam o local. “O conceito é o mesmo: apresentar a teoria, partir para a prática e revitalizar o espaço”, afirma o professor.
Veja também