Prefeitura de Arujá
Prefeito recebe comitiva de Fukui
18-07-2018
Autoridades japonesas de Fukui, cidade co-irmã de Arujá, estiveram nesta terça-feira (18/07) em Arujá, em uma visita ao prefeito José Luiz Monteiro. O grupo, composto por deputados, gerentes administrativos e o vice-governador da província, Minoru Fugita, está no Brasil em razão das comemorações dos 110 anos da imigração japonesa e para celebrar a parceria cultural com o município.

Participaram do encontro, o diretor-geral da Prefeitura, Joncy José da Silva Filho, os secretários municipais Leandro Larini (Governo e Serviços), Priscila Sidorco (Educação), Ciro Doi (Obras) e Julio Taikan Yokoyama, o Julio do Kaikan (Desenvolvimento Econômico), o secretário adjunto de Desenvolvimento, Adjalma do Carmo Teresa, o Didi, os vereadores Reynaldo Gregório Júnior, Gabriel dos Santos e Rafael Laranjeira, representando a Câmara de Vereadores, a diretora da Associação Fukui Kenjinkai do Brasil, Junko Nishimura, moradora de Arujá, além de membros de algumas famílias tradicionais com descendência japonesa, residentes na cidade.

Em discurso durante a recepção, o prefeito arujaense agradeceu a parceria de Fukui e ressaltou a importância do projeto de intercâmbio cultural proporcionado pela província japonesa, por meio do qual arujaenses viajam a Fukui para estudar.

“É com imensa alegria que os recebo e espero que este encontro fortaleça os laços entre Arujá e Fukui. Quero ressaltar também a imigração dos japoneses, pois a colônia japonesa colaborou muito para a evolução de nosso País”, afirmou José Luiz Monteiro.

Também discursou o vice-governador de Fukui, Minoru Fugita. “É uma satisfação estarmos no Brasil para comemorar os 110 anos de migração japonesa e também estar em Arujá, que é cidade co-irmã de Fukui e abriga um jardim Daianji Koen (Condomínio Arujá V) e outras instituições japonesas. Desde 1980 recebemos brasileiros em nossa cidade para realizar intercâmbio, isto proporciona uma rica troca cultural entre as nações”, conclui.

Falando em nome da Câmara arujaense, Gabriel dos Santos lembrou a importância da colônia japonesa da cidade. “Temos aqui a instituição Perfect Liberty, que faz Arujá ser reconhecida em toda a América Latina e onde passei muito tempo tendo contato com pessoas da colônia japonesa que tiveram importância até na formação do meu caráter e honradez”, afirmou.

Fugita esteve acompanhado de diversas autoridades de Fukui, como o gerente do Departamento de Indústria e Trabalho, Yukifumi Yoshikawa; o coordenador da Divisão de Economia Internacional, Masanori Watanabe; os deputados Hiroki Suzuki (vice-presidente da assembleia da província), Yasuo Tamura, Takayuki Hatam Soukichi Kodera, Kaori Hosokawa; o gerente de gabinete Tetsuji Matsuyama e o coordenador administrativo geral Koichi Nakagawa.

Após o encontro, a comitiva partiu em visita a outras instituições japonesas na cidade.

Fukui cidade co-irmã

Arujá adotou Fukui como cidade co-irmã em 9 de junho de 1988, com a promulgação da Lei 759/1988, que reconheceu a cidade japonesa pela “colaboração mútua, por meio de intercâmbio cultural, técnico e científico”. Cerca de 200 brasileiros já estiveram em Fukui. Neste ano um arujaense estará entre os jovens que deverão ir à cidade japonesa em regime de intercâmbio cultural.
Veja também