Prefeitura de Arujá
Frente de Trabalho Estadual é lançada
10-12-2018
Oitenta arujaenses serão beneficiados pelo programa Frente de Trabalho Estadual, desenvolvido na cidade por meio de parceria da Secretaria de Estado do Emprego e das Relações de Trabalho (Sert) e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. Na próxima quarta-feira (12/12), eles iniciam os cursos de almoxarife, assistente administrativo e atendimento e recepção.

Ao todo, 127 pessoas procuraram o Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) na semana passada, interessadas em participar do programa mantido pelo governo do Estado. Conforme explicou o secretário adjunto de Desenvolvimento, Adjalma do Carmo Teresa, o Didi, tanto a capacitação quanto o trabalho ajudarão na reintegração dos arujaenses no mercado de trabalho.

“Nós batalhamos muito para trazer a Frente de Trabalho para a cidade e, com ela, todos vocês sairão mais preparados e com o currículo melhor”, afirmou o adjunto, que representou o prefeito arujaense José Luiz Monteiro no evento realizado nesta segunda-feira (10), no Espaço Empreendedor.

As regras foram explicadas pelo supervisor do programa estadual, José da Paz, e o responsável pelo Instituto Civitas, que realizará os cursos, Augusto Castanheras.

“Vocês farão a capacitação e depois serão direcionados para trabalhar onde houver necessidade. Ficarão seis meses no programa, podendo estender o prazo para nove meses, e trabalhando o mais perto possível de casa”, afirmou Paz. “Os certificados dos cursos serão muito importantes para que tenham oportunidades no mercado”, afirmou Augusto.

Uma das 80 pessoas beneficiadas, Edilene da Silva, moradora do Jardim Pinheiro, contou que “me inscrevi porque é uma oportunidade de ter algo fixo, o que é muito bem-vindo”.

Programa

A iniciativa garante qualificação e renda para cidadãos em situação de vulnerabilidade social e foi solicitada ao Estado no último mês. Puderam se inscrever pessoas com idade entre 17 e 70 anos, desempregadas há no mínimo um ano, residentes em Arujá e que não recebem benefício algum do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O beneficiado recebe bolsa-auxílio (incluído o cartão-alimentação), seguro de acidentes pessoais e auxílio-deslocamento, quando necessário.
Veja também