Prefeitura de Arujá
Fase amarela: Arujá mantém medidas restritivas
31-07-2020
A Prefeitura de Arujá, por meio do Comitê Administrativo Covid-19, prorrogou até 10 de agosto a quarentena no município com base nas regras do Plano São Paulo, que dispõe sobre a retomada consciente, gradual e segura da economia. A cidade, juntamente com toda a região do Alto Tietê, foi mantida na fase amarela pelo Governo do Estado, que levou em consideração os indicadores de saúde.

Na prática, o decreto nº 7.469 publicado na quinta-feira (30/07), no Diário Oficial Eletrônico, mantém as mesmas normas regulamentadas até então. Desde que evoluiu de fase, Arujá permitiu com restrições o funcionamento de bares, restaurantes, salões de beleza, comércios, prestadores de serviço, algumas atividades de educação não regulada e academias de ginástica. Quadras e atividades similares também foram liberadas, seguindo os protocolos específicos.

Regras

Em linhas gerais, segundo o decreto, restaurantes, bares, lanchonetes e similares devem respeitar  medidas como: ocupação máxima de 40% de capacidade dos assentos; funcionamento de 6 horas diárias, das 11 às 17 horas; operações em ambientes ao ar livre ou arejados, com assentos; disponibilização de álcool em gel 70%; uso obrigatório de máscaras e adoção de protocolos específicos para o setor constante do Plano São Paulo do Governo do Estado.

Os estabelecimentos comerciais também precisarão seguir com as medidas de segurança, tais como: capacidade limitada a 40% do espaço total; horário reduzido de 6 horas diárias, das 10 às 16 horas; uso obrigatório de máscaras em todos os ambientes; adoção de protocolos padrões e setoriais específicos para o setor.

De igual modo, salões de beleza, clínicas de estética e similares continuam funcionando sob as seguintes regras: capacidade limitada a 40% do espaço total; horário reduzido de 6 horas diárias, das 13 às 19 horas; uso obrigatório de máscaras em todos os ambientes; adoção de protocolos padrões e setoriais específicos.

No caso das atividades presenciais de educação não regulada, como cursos de idiomas ou artísticos, por exemplo, as medidas a serem adotadas são as seguintes: restrição de capacidade e horário previstas para o setor de serviços, das 9 às 15 horas; além de obedecer aos protocolos pertinentes à educação regulada.

Novas flexibilizações

A partir do dia 26 de agosto, caso a cidade permaneça por seis semanas consecutivas na fase amarela do Plano São Paulo, ficará autorizado, também sob uma série de medidas restritivas, o funcionamento de clubes recreativos, buffets para festas, eventos e atividades culturais.

Acesso

O decreto que prorroga a quarentena na cidade pode ser consultado na íntegra na edição 261 do Diário Oficial Eletrônico (www.diariooficial.prefeituradearuja.sp.gov.br).

Veja também